CULTURA

Lina Bo Bardi, a arquiteta que marcou São Paulo

Lina Bo Bardi Fonte: Archdaily

A arquiteta Lina Bo Bardi foi responsável pelo projeto de locais bastante conhecidos de São Paulo como o MASP, Sesc Pompéia e Teatro Oficina com grande valor arquitetônico, porém poucos paulistanos sabem quem foi essa mulher que deixou obras tão marcantes para a nossa cidade.

A Achilina di Enrico Bo (nome de batismo) nasceu em 1914 em Roma. Em 1947 desembarcou no Brasil ao lado do marido Pietro Maria Bardi que era crítico e mercador de artes em busca de novos mercados já que os negócios estavam em baixa na Europa devido à 2ª Guerra Mundial. O Pietro Bardi recebeu uma oferta do jornalista, político e empresário Assis Chateaubriand para dirigir o Museu de Arte de São Paulo (MASP) na época instalado na rua 7 de Abril e Lina ficou responsável pelo projeto da nova sede do museu.

1DIV 001ARPf0496v1 500x663 - Lina Bo Bardi, a arquiteta que marcou São Paulo
Lina Bo Bardi Fonte: Archdaily

Sua primeira obra construída é a Casa de Vidro localizada no bairro do Morumbi, antigo loteamento da antiga Fazenda de Chá Muller Carioba, com obra iniciada em 1951. Foi residência da sua família de 1952 até a seu falecimento em 1992. É marcada pelas formas simples e geométricas com um volume de concreto suspenso por delicados pilares que dão a sensação de estar flutuando em meio ao bosque que a circunda. É um ícone da arquitetura moderna brasileira, tombada pelo CONDEPHAAT e atualmente abriga o Instituto Lina Bo e P.M. Bardi.

DSC04281 1 - Lina Bo Bardi, a arquiteta que marcou São Paulo
Casa de Vidro Foto: Ana Claudia Schad

A sua obra mais reconhecida é o MASP que inaugurou sua nova sede em 1964 na Avenida Paulista. O museu dispensa grandes apresentações e seu volume de 74m de largura suspenso pelos grandes pórticos vermelhos é um dos maiores cartões postais da cidade. Além de projetar o espaço, Lina desenvolveu todo mobiliário e expografia com os famosos cavaletes de vidro sustentados por blocos de concreto que recentemente voltaram a ser utilizados após 20 anos de abandono.

IMG 1881 - Lina Bo Bardi, a arquiteta que marcou São Paulo
Cavaletes de Vidro do MASP – Foto: Ana Claudia Schad

O Sesc Pompéia inaugurado em 1982 é outro grande marco na carreira da Lina Bo Bardi e na cidade de São Paulo. Instalado em uma antiga fábrica de tambores com mais de 20 mil metros quadrados, recebe 5000 pessoas por dia para desfrutar de sua estrutura de lazer, cultura e esportiva. Em 2015 tornou-se patrimônio cultural protegido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

IMG 9984 - Lina Bo Bardi, a arquiteta que marcou São Paulo
Sesc Pompéia – Foto: Ana Claudia Schad

Em 1991 foi reinaugurado o Teatro Oficina da companhia de Uzyna Uzona com projeto da Lina e Edson Elito. O imóvel abrigava o antigo Teatro Novos Comediantes na rua Jaceguay. É marcado pela disposição inusitada da plateia que foi projetada com andaimes metálicos ao longo do espaço estreito e formando uma rua central que funciona como palco. A estrutura não é fixa e pode ser adaptada conforme a necessidade de cada peça. Em 2015 o Teatro Oficina foi considerado o melhor do mundo pelo jornal britânico The Guardian.

1332776438 teatrooficina arqlinabobardi - Lina Bo Bardi, a arquiteta que marcou São Paulo
Teatro Oficina – Fonte: Archdaily

Lina Bo Bardi é uma das poucas arquitetas com obras tão relevantes e reconhecidas internacionalmente. Seus projetos são marcados pela valorização das questões sociais e humanas, buscando a interação do público com os espaços como extensões da rua.

O Instituto Lina Bo e P.M. Bardi possui grande acervo online (www.institutobardi.com.br) como desenhos, fotos, documentos e textos. Na Casa de Vidro também é possível ter acesso ao material além de uma ótima oportunidade de conhecer a residência onde viveu. As visitas devem ser agendadas e o site do instituto possui todas informações.

Compartilhe!
Ana Claudia Schad
Paulistana por nascimento, arquiteta por formação, fotógrafa amadora por paixão. O interesse por fotografia (@anaschad) e arquitetura nasceram praticamente ao mesmo tempo com passeios constantes pelos bairros de São Paulo e viagens. Tendo como principal programa aos finais de semana passeios onde se perde ou melhor, se ganha, horas passeando pelo centro, Avenida Paulista, Liberdade, Bixiga, Luz...até onde a lente alcança. Fotografar e explorar São Paulo é uma das minha paixões e estou sempre em busca de novos ângulos, detalhes e cenas. A gastronomia também uma grande paixão e além do instagram pessoal possui ao lado de uma sócia o @spsweety perfil inteiramente dedicado ao compartilhamento de descobertas pelos restaurantes e docerias de São Paulo. Super indicado para quem adora gastronomia e não dispensa um boa sobremesa!

4 Comentários

Deixe uma resposta