CULTURADICASLUGARES SECRETOS

Casa Ranzini, cheia de beleza e história para vermos!

São Paulo é cheia de prédios e casas encantadoras. Construções que nos levam para viagens pela história da cidade, lugares que contam coisas sobre a arquitetura do mundo, traduzidas com jeito de paulista, para todo mundo admirar. Uma dessas construções de tirar o fôlego e encher os olhos, é a Casa Ranzini.

casa ranzini - Casa Ranzini, cheia de beleza e história para vermos!

Restaurada em 2007, ainda com muito de seu original, por ter ficado com a família Ranzini, e sido morada de três gerações até o ano de 2006.

meiosos da maricotinha - Casa Ranzini, cheia de beleza e história para vermos!

A Casa Ranzini foi idealizada, projetada e construída pelo arquiteto Felisberto Ranzini, nascido na Itália em 1881, chegou à São Paulo ainda criança. Estudou no Colégio Liceu Coração de Jesus e também no Liceu de Artes e Ofícios. Ranzini foi funcionário do Escritório de Ramos de Azevedo, onde trabalhou por mais de 40 anos, e foi chefe da seção de projetos a convite de Domiziano Rossi, a quem sucedeu após seu falecimento.

felisberto ranzini - Casa Ranzini, cheia de beleza e história para vermos!
Felisberto Ranzini

Ranzini, enquanto chefe de projetos do escritório de Ramos de Azevedo, respondeu por grandes obras da cidade de São Paulo, como o Palácio de Justiça, o Clube Comercial no Anhangabaú, que foi demolido, e o Mercado Municipal, que teve sua planta feita na Alemanha, mas, que tem na fachada, a assinatura de Ranzini, que foi responsável por “vestir” o edifício, trazendo Ecletismo e muita beleza.

imagineiro - Casa Ranzini, cheia de beleza e história para vermos!

Felisberto Ranzini era também aquarelista, pintor e decorador. Foi professor de desenho arquitetônico no Liceu de Artes e Ofícios e de composição decorativa e modelagem, na Escola Politécnica de São Paulo. Muitos elementos decorativos das obras de Ramos de Azevedo, são de autoria de Felisberto Ranzini, que também projetou sua própria casa, em estilo Florentino.

pictaram - Casa Ranzini, cheia de beleza e história para vermos!

O terreno pertencia a Elvira Giubergia, e foi comprado por Ranzini por quinze contos, setecentos e cinquenta mil réis, na época, à Rua Santa Luzia, número 3. A obra ficou pronta em 1924, como podemos ver na data em seu frontão.

10845854 800202163394654 7320239533179143203 o - Casa Ranzini, cheia de beleza e história para vermos!

Na São Paulo colonial, havia a Bica de Santa Luzia, que fica exatamente no quintal da Casa Ranzini, podemos ver em seu muro de divisa com o vizinho, uma pequena placa com as inicias R.A.S.E., que indica o local exato da fonte, segundo as histórias. A bica foi fechada na década de 1920 pelo serviço sanitário da cidade, após o químico João Batista da Rocha testar a qualidade da água e divulgar que ela poluída. A bica de Santa Luzia aparece na planta histórica da cidade de São Paulo.

download 300x162 - Casa Ranzini, cheia de beleza e história para vermos!

A Casa Ranzini tem dois pavimentos, o térreo e o primeiro andar, e também um porão habitável, a planta da casa não tem data, apenas a assinatura de Felisberto Ranzini, que identifica seus cômodos. A entrada coberta leva ao hall, que dá acesso à sala de visitas, com vista para rua e, à sala de jantar, de onde sai um corredor para a copa e cozinha, passando pelo escritório do arquiteto e por um lavabo.

imgrum - Casa Ranzini, cheia de beleza e história para vermos!

Na copa há um grande lance de escadas interno que leva ao porão, que reproduz a mesma divisão do pavimento térreo. Sob a copa e a cozinha, está a dispensa. Sob o lavabo, uma câmara escura, que era o laboratório fotográfico de Ranzini, sob o escritório, uma adega, sob a sala de jantar, entrada e hall, dois depósitos com portas independentes para a área externa, e, sob a sala de visitas, um cômodo identificado como “malas”.

pinterest 1 - Casa Ranzini, cheia de beleza e história para vermos!

Pelo hall de entrada, está o acesso ao primeiro andar, feito por três lances de escadas, chaga-se a antecâmara, que conduz ao terraço coberto sobre a entrada, ao dormitório da frente e ao amplo quarto de casal, há um corredor alinhado com o do pavimento térreo e também do porão, que leva à mais um quarto e ao banho, ou banheiro e também à um outro terraço descoberto, que corresponde ao local da laja da copa e cozinha. No fundo do terreno, e erguida posteriormente, está a garagem.

aeol - Casa Ranzini, cheia de beleza e história para vermos!

Felisberto Ranzini projetou sua casa com as liberdades ecléticas da época, tendo como inspiração, o estilo Florentino, apreciado pelos setores abastados da colônia italiana de São Paulo naquele momento, que com o passar dos anos, deram espaço à novos e modernos edifícios.

fb - Casa Ranzini, cheia de beleza e história para vermos!

Outras construções que seguem o mesmo estilo Casa Ranzini, como o Instituto Cultural Ítalo-Brasileiro Casa di Dante, ainda preservado. Podemos notar semelhanças, como estreitas janelas em duplo arco, suportadas por delgadas colunas. Alguns imóveis comerciais também seguem o estilo Florentino, como Banco Frances e Italiano de Giulio Micheli, o prédio comercial restaurado para uso da Livraria Saraiva, na praça João Mendes, o Palácio das Indústrias de Domiziano Rossi, no Parque Dom Pedro II, totalmente restaurado para ser sede da prefeitura, durante o governo de Luiza Erundina.

1200px palacio das industrias sao paulo - Casa Ranzini, cheia de beleza e história para vermos!
Palácio das Indústrias

Voltando à Casa Ranzini, em seu interior, dois cômodos merecem distinção, as salas de visita e jantar, divididas em painéis, na sala de jantar, o teto tem afrescos com motivos vegetais, e segundo Renzo Emiliano Ranzini, neto de Felisberto Ranzini, foram pitados por Oscar Pereira da Silva. Ainda segundo Renzo, o escritório de Felisberto também teria suas paredes decoradas com pinturas, mas hoje, elas estão totalmente recobertas. Pelos corredores, antecâmara e hall de entrada, corre um friso decorativo de autoria de seu dono e arquiteto.

cargo collective - Casa Ranzini, cheia de beleza e história para vermos!

Como a Casa Ranzini ficou com a família, sendo habitada, por três gerações, desde seus primeiros tempos, permanecem a coifa e o aquecedor a gás, tudo foi mantido e preservado, durante os 80 anos de permanência da família no imóvel. Praticamente tudo é original, o que é explicado pelo cuidado da família.

casa ranzini2 220 - Casa Ranzini, cheia de beleza e história para vermos!

A casa foi vendida pelos netos de Felisberto Ranzini, Renzo Emiliano Ranzini e Lello Sisto Ranzini, no ano de 2006, sendo que, até o mesmo ano, Renzo era o morador da casa, pintor, como seu avô, ele nasceu na casa em 1930.  A casa foi restaurada em 2007, por seus novos proprietários, e é tombada pelo COMPRESP e também pelo CONDEPHAAT. Seus novos donos a transformaram num local de arte e cultura.

10382553 944198765661659 1410399583626039351 o - Casa Ranzini, cheia de beleza e história para vermos!

Hoje, a Casa Ranzini é um centro de atividades culturais, educacionais e artísticas. E também abre para visitação de tempos em tempos, é só ficar ligado, todos nós podemos conhecer essa mais esse exemplar de beleza arquitetônica de São Paulo.

Serviço:
Endereço: Rua Santa Luzia, 31
Telefone: 11 9 7690-5247
Site: www.facebook.com/CasaRanziniOlharaArte

Compartilhe!
Redação SP City
Um projeto que tem a cara de São Paulo :)

Deixe uma resposta