CURIOSIDADESLUGARES SECRETOS

Oásis paulistano: Parque Buenos Aires

Escultura “Mãe” de Caetano Fraccaroli Foto: Ana Schad

Quem passa pela movimentada Avenida Angélica não imagina o espaço que pode encontrar além dos gradis que cercam o Parque Buenos Aires. A área verde é um dos locais mais queridos dos moradores de Higienópolis e merece ser descoberto pelos demais paulistanos. Aos domingos chega a receber mais de 5.000 visitantes.

O parque ocupa uma área de 25.000m² no quarteirão formado pelas ruas Bahia, Piauí, Alagoas e Avenida Angélica. Em 1916, o prefeito Dr. Altino Arantes Marques desapropriou o terreno para a construção de uma praça com o intuito de preservar a vista para o Vale do Pacaembu. O projeto foi realizado pelo arquiteto e paisagista francês Bouvard e incluía a construção de um mirante com telescópio.

MG 8091 - Oásis paulistano: Parque Buenos Aires
Vegetação exuberante do Parque Buenos Aires – Foto: Ana Schad

O nome de Praça Buenos Aires foi alterado para Parque em 2 de dezembro de 1987 pelo prefeito Jânio Quadros. Em 1992, foi tombado pelo COMPRESP (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo) devido ao seu valor histórico, arquitetônico, paisagístico e ambiental, além de ser um locais de referência do início da urbanização do bairro.

O parque possui vegetação exuberante com mais de 70 espécies como ipê amarelo, quaresmeira, jequitibá-rosa (uma delas possui 40 metros de altura), embaúba-branca, pinheiro do paraná e pau-brasil. No topo das árvores pode-se avistar diversos pássaros e aves: pica-pau, bem-te-vi, periquitos, sabiás e pardais são alguns exemplos.

Diversas esculturas podem ser encontradas ao longo de seus caminhos com destaque para a obra denominada “Mãe” de Caetano Fraccaroli, escultor português, feita em um único bloco de mármore branco que pesa 24 toneladas de 1965. A obra “Milon de Crotona” do escultor francês Pierre Puget de 1912 representa um herói das Olimpíadas gregas, a escultura “Nascer” da artista Daisy Nasser em alumínio faz alusão ao ventre materno. Outras obras como o busto de Firmiano Pinto, “Veado Atacado”, “Leão Atacado” e “O Tango” também podem ser apreciadas.

buenos - Oásis paulistano: Parque Buenos Aires
Escultura “Mãe” de Caetano Fraccaroli – Foto: Ana Schad

Uma das áreas mais movimentadas do parque foi apelidada de cachorródromo e virou ponto de encontro dos pets e seus donos. Trata-se de um cercado em que os frequentadores podem deixar seus cachorros livres para correr e socializarem. Nas demais áreas os animais devem ser conduzidos com coleira e guia.

praca buenos aires higienopolis sp - Oásis paulistano: Parque Buenos Aires
A área apelidada de cachorródromo – Fonte: http://guiadebairros.proprietariodireto.com.br/

Quem busca locais para fugir do caos da vida urbana paulistana certamente irá apreciar o espaço e aproveitar para caminhar, relaxar, contemplar e colocar a leitura em dia.

Parque Buenos Aires
Avenida Angélica, s/nº (altura do nº 1500) – Higienópolis
Funcionamento: diariamente das 6h às 22h

Compartilhe!
Ana Claudia Schad
Paulistana por nascimento, arquiteta por formação, fotógrafa amadora por paixão. O interesse por fotografia (@anaschad) e arquitetura nasceram praticamente ao mesmo tempo com passeios constantes pelos bairros de São Paulo e viagens. Tendo como principal programa aos finais de semana passeios onde se perde ou melhor, se ganha, horas passeando pelo centro, Avenida Paulista, Liberdade, Bixiga, Luz...até onde a lente alcança. Fotografar e explorar São Paulo é uma das minha paixões e estou sempre em busca de novos ângulos, detalhes e cenas. A gastronomia também uma grande paixão e além do instagram pessoal possui ao lado de uma sócia o @spsweety perfil inteiramente dedicado ao compartilhamento de descobertas pelos restaurantes e docerias de São Paulo. Super indicado para quem adora gastronomia e não dispensa um boa sobremesa!

5 Comentários

Deixe uma resposta