As portas, as janelas, os prédios e as casas de São Paulo.

As portas, as janelas, os prédios e as casas de São Paulo.

São Paulo é tradição e tendência. São Paulo é patrimônio. De todos nós.

Nos últimos tempos temos visto o lançamento de muitas iniciativas que têm o patrimônio arquitetônico de São Paulo como tema.

Foram lançados livros, exposições, sites que fazem uma nova leitura deste belo patrimônio, que muitas vezes é esquecido pelos agentes públicos, mas que são revisitados por pessoas que desejam preservar a memória de São Paulo.

O mais bacana é que grande parte destas iniciativas são realizadas por meio do esforço pessoal de cada um desses cidadãos, com a colaboração de muitos, muitos de nós, pois são viabilizadas por financiamento coletivo. A boa notícia, é que muitas delas, conseguiram ser executadas com grande repercussão e reconhecimento na mídia e nas redes.

As portas, as janelas, os prédios e as casas de São Paulo foram temas destes novos empreendimentos. Com as informações divulgadas em seus lançamentos, apresentamos quatro deles que motivaram este artigo.

PORTAS DE SÃO PAULO

Uma das primeiras iniciativas, lançado em dezembro de 2012, o livro Portas de São Paulo: um passeio pelo centro” documenta o patrimônio e a memória pública que estão plasmados nas portas dos edifícios do centro de São Paulo.

Com imagens do fotógrafo Dario de Freitas e textos e curadoria do arquiteto Nelson Dupré, o livro foi publicado pela Editora Alter Market. As fotografias revelam os detalhes de portas de edifícios históricos do centro paulistano, situando as edificações e suas portas de acesso no contexto histórico da cidade, classificando-as também de acordo com os estilos arquitetônicos.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - As portas, as janelas, os prédios e as casas de São Paulo.

Veja o que Dario diz:  

A ideia do projeto veio, um par de décadas atrás, quando diariamente visualizava essas portas ao transitar pelo centro para encontrar sua mulher. A emoção daquela época de paixão foi despertada, pela busca de um amigo por alguma publicação sobre portas que pudesse ser referência para um trabalho de marcenaria, quando concluiu que não havia obra do gênero em português. Foram dez meses de trabalho, primeiro os passeios, depois a avaliação, decisões, sessões de fotos e a edição.

Conheça o projeto neste vídeo:

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - As portas, as janelas, os prédios e as casas de São Paulo.

JANELAS DE SÃO PAULO

Nara Rosetto vive em São Paulo e assina o projeto “Janelas de SP“, no qual publica periodicamente o desenho de uma janela de São Paulo, além de participar de exposições, encontros e outras atividades que realiza sobre o tema.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - As portas, as janelas, os prédios e as casas de São Paulo.

Veja o que a Nara fala:

 Se na sua origem linguística latina, janela é apenas uma pequena porta, hoje, seu uso se expande. Na gíria, são os espaços vagos na agenda; na computação o ambiente destinado a cada programa; no corpo humano, são nossos observadores olhos.

Para mim, janelas são vazios, não-lugares que nos permitem ver através, que nos preenchem de imagens e memórias. São molduras que delimitam belos quadros feitos de paisagem real, viva, mutável, nova a cada instante.

Seja pelo fascínio inconsciente ou por sua beleza arquitetônica, as janelas de São Paulo me acompanham e para dividi-las com vocês faço o “Janelas de SP”, um fragmento catalográfico por meio de reproduções que misturam meu trabalho como arquiteta com a delicadeza de um desenho a mão livre. Abra os olhos e seja bem-vindo!

Recentemente, a iniciativa foi lançada em um financiamento coletivo para virar um singelo livro. Quem quiser conhecer e participar, é só clicar aqui na plataforma.  Faltam apenas 4 dias para o encerramento.

Veja o projeto no Instagram ou no facebook

PRÉDIOS DE SÃO PAULO

O livro Prédios de São Paulo é um sucesso. Na parceria com os envolvidos, nas redes, e em dois financiamentos coletivos. O primeiro para tornar o projeto em livro e o segundo, para sua reimpressão, que alcançou a meta em apenas 2 dias.

O projeto idealizado por Matteo Gavazzi em parceria com os fotógrafos Milena Leonel e Emiliano Hagge, teve início com uma página no Facebook, onde eles contavam as histórias das edificações mais emblemáticas de São Paulo acompanhadas por fotografias exclusivas dos prédios.

Produzido e editado pela GAPS Editora, o livro com 228 páginas, apresenta curiosidades sobre a execução do projeto, fatos históricos dos prédios e fotografias, muitas fotografias maravilhosas.

A beleza das imagens fotográficas, acompanhadas do histórico de cada edifício bombaram nas redes sociais e, por isso, surgiu a ideia de produzir o livro que teve a mesma repercussão. Ainda restam alguns exemplares! Corra para adquirir o seu.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - As portas, as janelas, os prédios e as casas de São Paulo.

Veja o que o Matteo fala:

O projeto tem o objetivo de mostrar a história da arquitetura de São Paulo por meio de seus Prédios mais representativos. Aproximar as pessoas da boa arquitetura da cidade!

Conheça mais do projeto aqui e veja o vídeo do primeiro financiamento coletivo.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - As portas, as janelas, os prédios e as casas de São Paulo.

ANTES QUE ACABE

O sucesso do primeiro livro foi tão grande, que impulsionou a realização do segundo volume com novos prédios, tão bacana ou mais que o primeiro, com a participação de mais artistas no projeto.

E, o melhor, o livro casas de São Paulo vem aí!!!

O projeto Antes que acabe, idealizado pelo artista gráfico João Galera é de uma singeleza sem tamanho. Em um trabalho artesanal, João desenha e eterniza aquelas belas casinhas de bairros, muitas vezes, perdidas entre os grandes edifícios. Casas típicas de nossas avós, tios, bisavós, que ainda resistem na paisagem urbana de São Paulo.

O projeto é composto de uma exposição das serigrafias das casas, que acontece até 31 de julho no Museu da Casa Brasileira e, corre em paralelo, o financiamento coletivo para a impressão do livro. Falta muito pouco para o projeto seja bem-sucedido. Colabore aqui.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - As portas, as janelas, os prédios e as casas de São Paulo.

Veja o que o João fala:

A casa típica dos bairros da cidade – o sobrado com janelas para a rua, suas grades, seu chão de cacos vermelhos, a geometria de arcos, as pequenas colunas, o jardim atrás – sendo pouco a pouco substituída por grandes prédios de vidro e concreto.

Bairros como Vila Madalena e Pinheiros, onde as casas dominavam o horizonte, vivem um período de intensa especulação imobiliária. As empreiteiras vendem os apartamentos como se os moradores fossem viver em um bairro bucólico de lindas casinhas, que são demolidas por estas. Contradições da cidade que tenta apagar sua história. O projeto Antes que acabe visa registrar iconograficamente os remanescentes dessas construções.

Conheça o projeto e o financiamento coletivo no vídeo.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - As portas, as janelas, os prédios e as casas de São Paulo.

As portas, janelas, prédios e casas de São Paulo agora estão muito bem representados nestas criativas publicações de apaixonados por São Paulo. Apaixone-se também:  conheça, divulgue e colabore e acompanhe sempre o projeto São Paulo City.

  Acompanhe também as nossas redes sociais instagram e facebook
yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - As portas, as janelas, os prédios e as casas de São Paulo.
Paulistana até a alma, nasceu no Hospital Matarazzo, no coração de São Paulo. Passou parte da vida entre as festas da igreja Nossa Senhora Achiropita, os desfiles da Escola de Samba Vai-Vai e as baladas da 13 de maio no bairro da Bela Vista, para os mais íntimos, o Bixiga. Estudou no Sumaré, trabalhou na Berrini e hoje mora em Moema. Gosta de explorar a história e atualidades de São Paulo e escreveu um livro chamado “Ponte Estaiada – construção de sentidos para São Paulo” resultado de seu mestrado em Comunicação e Semiótica na PUC. É consultora em planejamento de comunicação e professora de pós-graduação no Senac.

Leave a Reply

*