RAPIDINHAS

“Diálogo no Escuro”: Experiências Além da Visão

A arte não se limita a apreciação visual. Ela está também no toque, na audição, no olfato e paladar. Quando negligenciamos nossos outros sentidos em prol da visão, perdemos uma infinidade de experiências cotidianas tão significativas quanto a proporcionada pelos olhos. São estas as sensações que a exposição Diálogos no Escuro busca trazer ao público paulistano, a partir do dia 22 de agosto.

Os visitantes da mostra serão conduzidos por deficientes visuais ou pessoas com baixa visão por salas totalmente escuras, onde vivenciarão sons, texturas, temperaturas e cheiros, simulando ambientes comuns, como a rua, parques, entre outros. Assim, aqueles que visitarem a exposição terão a oportunidade de conhecer e identificar lugares a partir dos outros sentidos, os quais provavelmente não seriam usados para reconhecimento se tivessem a visão.

A iniciativa Diálogos no Escuro foi idealizada na Alemanha por Andreas Heineke, inspirado pela vida de um amigo cego. Ela já percorreu mais de 100 países, entre a Europa, Ásia, América e Africa, e foi apreciada por mais de oito milhões de pessoas. A exposição, além de promover consciência social quanto aos deficientes visuais, traz oportnunidades de trabalho a eles nas cidades onde passa.

Exposição Diálogo no Escuro
Rua Oscar Freire, 2.500 – ao lado do metrô Sumaré – São Paulo
Tel: 11 3065-4333
Segunda à quinta-feira das 10h às 19h – inteira R$ 24/Meia R$ 12
Sexta-feira e Sábado das 10h às 19h – Inteira R$ 30/Meia R$ 15
Agendamento e vendas no site www.compreingressos.com/unibescultural

Compartilhe!
Maria Beatriz (Mabi)
Estudante de jornalismo da USP. Paulistana, cinéfila e cosmopolita, ama as artes e socializar com os outros. Só larga São Paulo para viajar por ai e conhecer novas culturas e pessoas.

Deixe uma resposta