DICAS

Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira é passeio ideal para amantes do ecoturismo

Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira é passeio ideal para amantes do ecoturismo - Foto: Divulgação

Você sabia que o estado de São Paulo abriga diversas cavernas em um espaço rodeado de mistério e natureza?

Mais uma das surpresas encontradas no estado de São Paulo, o Parque Estadual Turístico do Alto da Ribeira, carinhosamente chamado como Petar, é o reduto perfeito para os adeptos do ecoturismo.

Ao sul do território paulista, o parque concentra mais de 300 cavernas, sendo este um dos maiores conjuntos de todo o mundo.

História do Petar

petar 1024x680 - Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira é passeio ideal para amantes do ecoturismo
Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira é passeio ideal para amantes do ecoturismo – Foto: Divulgação

Criado em 1953 e reconhecido oficialmente em 1958, o parque só foi aberto para visitação nos anos 1980.

De acordo com estudos feitos no local, é possível que primatas tenham-no descoberto há cerca de dez mil anos. Foram encontrados sítios ceramicistas e outros vestígios de calcários que podem ter 2 mil anos de idade.

Ainda com relação à sua história, é muito provável que o território tenha servido como rota migratória de populações indígenas.

Além disso, entre os séculos 17 e 18, a área foi alvo da colonização portuguesa, o que deu origem a muitos quilombos nos arredores.

Palco de importantes capítulos da História do Brasil, antes, durante e depois do período de colonização, hoje o parque serve como plano de fundo para várias expedições, trilhas e uma série de atividades ecoturísticas.

Com muita disposição e uma dose de espírito aventureiro, a programação dentro do Petar é bem movimentada para os visitantes que querem explorá-lo.

Como chegar

petar 1024x768 - Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira é passeio ideal para amantes do ecoturismo

Saindo de São Paulo, são dois caminhos. Pela BR-116/Régis Bittencourt por 230 km até Jacupiranga, mais 25 km pela SP-193 até Eldorado e finalmente outros 73 km pela SP-185 até o município de Iporanga; total: 323 km. Para chegar ao núcleo Santana há ainda 18 km em estrada de terra, em direção à cidade de Apiaí. O núcleo Ouro Grosso, localizado junto ao Bairro da Serra, fica a 14 km da cidade. O núcleo Casa de Pedra, fica a 10 km de Iporanga, todos acessíveis pela mesma estrada.

PETAR Caverna da Água Suja - Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira é passeio ideal para amantes do ecoturismo

Pela SP-280/Castelo Branco até Tatuí. Saindo da Castelo, deve-se pegar a SP-127, passando por Itapetininga, até Capão Bonito; nesse trecho a mesma estrada muda de nome para SP-250, passa por Guapiara e por fim chega a Apiaí. Será necessário, então seguir em direção à Iporanga, por mais 21 km em estrada de terra, até chegar ao Núcleo Santana. Ou por mais 25 km até o Bairro da Serra e o Núcleo Ouro Grosso. 4 km adiante fica o Núcleo Casa de Pedra. Já para chegar ao Núcleo Caboclos, é possível seguir por outra rota: 30 km antes de Apiaí, na SP-250, há uma saída de terra à esquerda, que deve ser acessada nessa altura. O núcleo fica a 16 km dessa rodovia, pela estradinha.

- Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira é passeio ideal para amantes do ecoturismo

Valores

Para conferir valores, horários e demais informações, basta acessar o site Petar Online. Lá, é possível saber um pouco mais sobre o parque. E então, é só se preparar para a viagem!

Compartilhe!
Redação SP City
Um projeto que tem a cara de São Paulo :)

Deixe um comentário