Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP – exposição fotográfica virtual.

Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP – exposição fotográfica virtual.

Nesta semana, na Série Avenida Paulista, apresentaremos dois ícones paulistanos: o Belvedere do Trianon e o MASP – Museu de Arte de São Paulo.  Por se tratar de dois lugares públicos e de extensa história optamos por mostrar um breve texto de apresentação de cada um, que já foram publicados, e uma exposição fotográfica virtual com várias imagens da história de cada um dos lugares para que “passeiem por lá ao longo do tempo”. Divirtam-se!

O jornal O Estado de São Paulo divulgou em sua coluna “Era uma vez em SP…”a história do Belvedere que compartilhamos aqui:

O charmoso mirante, com salões e restaurante, existiu por 37 anos no local onde hoje é o MASP. O Belvedere Trianon era um mirante, com terraços panorâmicos que proporcionavam a vista para todo o vale, para a avenida e para os jardins do Parque Trianon. O local também era conhecido como Miradouro da Avenida ou apenas o Belvedere da Avenida (…). O escritório de arquitetura de Ramos de Azevedo, um dos mais conceituados na época, assinava a obra.

Além dos terraços, também faziam parte do belvedere salões para festas e convenções com serviços de restaurante e confeitaria. A inauguração foi realizada com pompa em 12 de junho de 1916. Na festa, “o sr. dr. Washington Luís, prefeito da cidade, recebeu os convidados, à entrada do Miradouro”, no luxuoso restaurante e nos salões (…).

Em pouco tempo, o espaço tornou-se um local de encontro da alta sociedade paulistana, algo como um clube. (…). Festas, concertos, bailes, “soirées”, reuniões e um “fino serviço de chá”, o “five o’clock tea”, estavam entre as constantes ofertas de lazer do espaço.

Depois da crise do café, no final da década de 1920 (…) o espaço deixou de ser restrito à elite e se tornou um ponto turístico. No lugar do requintado restaurante e dos salões, que foram fechados, um bar, que servia sorvetes e refrigerantes, passou a atender o novo público do mirante. Uma academia de dança passou a ocupar os salões inferiores. Madame Poças Leitão, (…), era a responsável por ensinar a arte do fox trote e do chá-chá-chá aos rapazes e moças.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

O Belvedere Trianon pode ser visto ao alto. Abaixo ficava o terreno que mais tarde deu lugar à Avenida Nove de Julho. Acervo: Estadão

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Belvedere do Trianon entre 1910 e 1915

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Acervo: Estadão

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Belvedere – julho 1925

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Belvedere Trianon na década de 1920. Acervo: Estadão.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Belvedere 1934

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Belvedere do Trianon década 1920

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Acervo: Estadão

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Belvedere do Trianon-1926

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Belvedere Trianon – 1943 – Foto: Thomaz Farkas-IMS

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Belvedere Trianon -Rotogravura-de-1928 – Ao fundo Observatório de São Paulo – Acervo-Estadão

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Salões Belvedere do Trianon 1916

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Demolição do Belvedere do Trianon em 1947

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Para que “vivam” um passeio naquela época vejam o vídeo do Janela da História que construiu em computação gráfica um passeio pela quadra do Belvedere.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Em 1953 o belvedere chegou ao fim. Foi demolido para ceder espaço à 1ª Bienal de Arte Moderna da cidade. Após o sucesso do evento, a prefeitura doou o terreno para construção do Museu de Arte de São Paulo, inaugurado em 1968.

Concebida no âmbito do MAM/SP, a primeira Bienal foi inaugurada em 20 de outubro na esplanada do Trianon. O espaço, projetado pelos arquitetos Luís Saia e Eduardo Kneese de Mello, deu lugar a 1.800 obras de 23 países, além da representação nacional. A primeira edição ocorreu devido aos esforços do empresário e mecenas Francisco Matarazzo Sobrinho e de sua esposa Yolanda Penteado.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Construção do Pavilhão da Primeira Bienal de São Paulo em 1951

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Pavilhão da Primeira Bienal de São Paulo em 1951

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Montagem da primeira Bienal em 1951 – Foto: Peter Scheier

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Cartaz de Antonio Maluf para a Primeira Bienal de São Paulo

O site do MASP, no menu sobre sua história, publicou esse trecho que disponibilizamos aqui:

O MASP é considerado o mais importante museu de arte ocidental do Hemisfério Sul. Seu acervo possui atualmente cerca de 8 mil obras, dentre as quais destacam-se as pinturas ocidentais, principalmente italianas e francesas.

O edifício sede do museu é o ícone da cidade de São Paulo, com 11.000 metros quadrados divididos em 5 pavimentos e com vão livre de 74 metros. Em 1982 foi tombado pelo CONDEPHAAT – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado e em 2003 pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

Fundado em 1947, o MASP foi idealizado por Assis Chateaubriand, empresário e jornalista, e Pietro Maria Bardi, jornalista e crítico de arte italiano. (…) Uma nova sede, na próspera Avenida Paulista, foi projetada por Lina Bo Bardi. Foram 12 anos entre projeto e execução. ….Assim nasceram as quatro colunas do atual museu com um vão livre de 74 metros, assim nasceu um dos cartões postais da cidade de São Paulo, que foi inaugurado em 1968. (…)

A inauguração do novo prédio contou com a presença da Rainha Elizabeth II da Inglaterra, além das maiores autoridades brasileiras da época e uma grande participação popular em frente ao edifício.

Como o prédio foi projetado suspenso pelas quatro colunas e a vista da Paulista para o centro da cidade fosse preservada, foi concebida uma esplanada abaixo do edifício. Conhecida hoje como “vão livre”, havia sido idealizada por Lina como uma grande praça para crianças, famílias, com brinquedos e muitas plantas. As colunas do edifício foram pintadas de vermelho somente em 1990 na ocasião dos 40 anos do museu, (…) obedecendo o projeto original de Lina Bo Bardi.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Foto: Acervo Instituto P.M. e Lina Bo Bardi

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Foto: Hans Günter Flieg

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Foto: Luis Hossaka

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Colocação dos vidros na fachada do MASP. Acervo Instituto P.M. e Lina Bo Bardi].

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Lina Bo Bardi na construção do MASP

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Masp em construção. Lina Bo Bardi ao lado da pintura “O escolar”, de Van Gogh. Foto: Lew Parrela

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

A Rainha Elizabeth II da Inglaterra desfilando em carro aberto pela Avenida Paulista em 8 novembro de 1968, data da inauguração da nova sede do Masp juntamente com o marido Príncipe Philip.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

MASP em 1968

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Espelhos d’água em frente ao MASP – Museu de Arte de São Paulo

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Espelhos d’água em frente ao MASP intactos em 1970. Acervo: Estadão. Foto: Hans Günter Flieg

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Acervo: Estadão. Foto: Hans Günter Flieg

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Espelhos d’água vazios. Acervo: Estadão

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

O espelho d’água foi retirado em 1973 por causa do encurtamento das calçadas previsto no projeto ‘Nova Paulista’. Acervo: Estadão

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Revitalização MASP. Foto:Luiz-Sadaki Hossaka

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Foto: Aristóteles Alves Ferreira

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Intervenção da artista Regina Silveira nas janelas do Masp. Silveira revestiu as 202 janelas do edifício com imagens de um céu com nuvens, simulando um bordado em 2010.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Colunas vermelhas pintadas em 2011 pela Suvinil Tintas

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

Para encerrar um belo filme do prédio do Masp, intitulado MASP – Lina Bo Bardi Architecture – de Paulo Takimoto

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Série Avenida Paulista: Belvedere ao MASP - exposição fotográfica virtual.
Paulistana até a alma, nasceu no Hospital Matarazzo, no coração de São Paulo. Passou parte da vida entre as festas da igreja Nossa Senhora Achiropita, os desfiles da Escola de Samba Vai-Vai e as baladas da 13 de maio no bairro da Bela Vista, para os mais íntimos, o Bixiga. Estudou no Sumaré, trabalhou na Berrini e hoje mora em Moema. Gosta de explorar a história e atualidades de São Paulo e escreveu um livro chamado “Ponte Estaiada – construção de sentidos para São Paulo” resultado de seu mestrado em Comunicação e Semiótica na PUC. É consultora em planejamento de comunicação e professora de pós-graduação no Senac.
  Acompanhe também as nossas redes sociais instagram e facebook

Leave a Reply

*