RAPIDINHAS

Fila no museu? Esqueça. Obras maravilhosas em um museu só para você.

O antes, o agora e o depois de um edifício projetado por Oscar Niemeyer, que foi inaugurado em 1954 e atualmente abriga o M.A.C. USP – Museu de Arte Contemporânea da USP.

mac4 1024x681 - Fila no museu? Esqueça. Obras maravilhosas em um museu só para você.
MAC – Museu de Arte Contemporânea da USP – Foto Larissa Teixeira

O Agora: Museu no Palácio

A área expositiva do MAC USP ocupa do 1º ao 8º andar do prédio, além de áreas do andar térreo e do mezanino, onde está a recepção e se planeja instalar uma cafeteria. O museu concentra a mais importante coleção de arte moderna e contemporânea da América Latina, especializado na produção ocidental do século XX.

Conta com cerca de 10 mil obras – entre óleos, desenhos, gravuras, esculturas, objetos e trabalhos conceituais – consistindo em um múltiplo patrimônio cultural com obras nacionais e internacionais. O museu inaugurado em 8 de abril de 1963 recebeu obras transferidas do MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo e das coleções particulares de Ciccillo Matarazzo e de sua esposa, Yolanda Penteado, bem como doação de obras internacionais realizada pela Fundação Nelson Rockfeller.

Ciccillo Matarazzo e Yolanda Penteado eram, além de um casal paulistano por excelência, mecenas e apreciadores de arte.

11320666 - Fila no museu? Esqueça. Obras maravilhosas em um museu só para você.
Ciccillo Matarazzo e sua mulher, Yolanda Penteado exibem óleo de De Chirico que pode ser vista na exposição “Agora, o Antes: uma síntese do acervo do MAC USP”

No primeiro andar, estão um auditório, salas multimídia e uma biblioteca e no último andar um terraço com sacada com vista panorâmica de 360º, grandiosa e deslumbrante, que na visão frontal vê-se todo o conjunto arquitetônico do Parque Ibirapuera – com o Obelisco, a OCA, a Bienal e toda a vegetação do parque – pura cena paulistana e disponível para ser admirada em qualquer momento. Na parte de trás, pode-se ver o lindo edifício do Instituto Biológico em meio a vegetação e prédios circundantes.

No sétimo andar está exposto parte do acervo do museu com uma proposta de novos diálogos na exposição intitulada “Agora, o Antes: uma síntese do acervo do MAC USP”, com obras de astistas renomados com De Chirico, Max Ernst, Modgliani, Picasso e brasileiros como Tarsila do Amaral, Ismael Neri, entre outros.

Nos outros andares, O MAC -USP recebe exposições temporárias como ilustrado na programação atual. Cada um dos pavimentos nos convida a novas sensações, vibrações e experiências. Vale reservar um período para apreciar todos os detalhes não só das exposições atuais, mas do magnifico edifício.

Uma curiosidade é que, recentemente, o museu recebeu, por determinação judicial, a guarda e administração provisória de 1478 obras da coleção do Banco Santos que era do banqueiro Edmar Cid Ferreira. A coleção abrange um significativo conjunto de fotografias contemporâneas, vindo cobrir uma lacuna no acervo da instituição.

A visita ao museu leva a uma experiência rara e profunda em que, por algumas horas, se é projetado em um espaço contemplativo em que a arte ocupa o centro do mundo. Nem parece que estamos bem no meio do burburinho de São Paulo, ladeado pela Av. 23 de maio, sempre lotada. É impressionante, pois este museu com exposições do acervo e diversas temporárias recebe uma quantidade ínfima de visitantes diários! Por isso, quando se está lá parece que o museu é feito para você.

mapa exp - Fila no museu? Esqueça. Obras maravilhosas em um museu só para você.

O Antes: o Palácio da Agricultura

O prédio de 8 andares, que atualmente sedia o M.A.C. – USP foi projetado para abrigar a Secretaria de Agricultura, sendo batizado de “Palácio da Agricultura“. O prédio faz parte do projeto de construção do Parque Ibirapuera, que foi inaugurado em 21 de agosto de 1954 em comemoração do IV Centenário da cidade de São Paulo. O conjunto arquitetônico do parque foi desenvolvido pela equipe do arquiteto Oscar Niemeyer.

mac inaugura 10 - Fila no museu? Esqueça. Obras maravilhosas em um museu só para você.

No desenho original do Palácio da Agricultura, o andar térreo teria um salão de exposições e um restaurante sob o terraço com formas sinuosas e curvas. Os outros pavimentos apresentavam um grande espaço que receberia os diversos departamentos da Secretaria. Além disso, o projeto concebia que, na cobertura, estariam concentrados 17 apartamentos destinados à hospedagem, além de salão, copa e terraços.

Um dos aspectos mais marcantes da arquitetura do edifício nomeado Palácio da Agricultura são os pilotis, grandes estruturas em forma de “V” que aparecem em sua entrada. Segundo o arquiteto Niemeyer, o desenho desses pilotis é uma solução para liberar mais espaço no espaço do térreo.

ibirapuera15 zps4473a841 - Fila no museu? Esqueça. Obras maravilhosas em um museu só para você.
Construção do Palácio da Agricultura.

O prédio foi planejado para estar dentro do Parque Ibirapuera, não do outro lado da Avenida 23 de Maio, aberta ali na década de 1960. Apesar de ser projetado para a Secretaria de Agricultura, o edifício abrigou desde 1959 o Departamento Estadual de Trânsito – o Detran.

A partir de 2008, resgatando o projeto com as linhas de Niemeyer sofreu uma completa restauração para receber o MAC – USP. Foram reparadas as estruturas que estavam danificadas, garantindo a volta dos brises da fachada original, além da transformação do anexo – antes usado como estacionamento – numa sala de exposição com pé-direito de 4 metros. Só essa área expositiva contempla mais de 4 mil m², superando o espaço utilizado pelo museu desde 1992 no campus da Cidade Universitária.

O Depois: um café, um bar no terraço e mais interação com a população.

Atualmente o museu oferece, gratuitamente, uma série de atividades de atendimento dirigidas à pré-escola, ensino fundamental, ensino médio, ensino superior e educação especial, da rede pública e particular, e à comunidade em geral interessada na área. Veja no site.

Ainda existe muito espaço amplo e disponível para ser usado, e é impossível não imaginar saraus, festas, interação com a comunidade dentro e nas cercanias do museu. Um funcionário comentou que está planejado a construção de um café no mezanino e um restaurante no terraço com visão panorâmica (seria maravilhoso). Além disso outros espaços poderiam abrigar outras manifestações culturais. Imaginem um filme no pavimento acima da escada em caracol, ou um coral na passarela Ciccillo Matarazzo ou um arraial no espaço do estacionamento. Os museus e a cidade para os cidadãos.

Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo

Endereço: Avenida Pedro Álvares Cabral, 1.301 Tel. (11) 5573-9932

Horário: de terça a domingo, das 10h às 18h

Entrada franca/ Estacionamento gratuito

Para agendar ou obter maiores informações sobre as visitas educativas entre em contato com o serviço educativo do Museu: 11 2648.0258 | [email protected].

www.mac.usp.br

mac inaugura 07 - Fila no museu? Esqueça. Obras maravilhosas em um museu só para você.

Compartilhe!
Luciana Cotrim
the authorLuciana Cotrim
Paulistana até a alma, nasceu no Hospital Matarazzo, no coração de São Paulo. Passou parte da vida entre as festas da igreja Nossa Senhora Achiropita, os desfiles da Escola de Samba Vai-Vai e as baladas da 13 de maio no bairro da Bela Vista, para os mais íntimos, o Bixiga. Estudou no Sumaré, trabalhou na Berrini e hoje mora em Moema. Gosta de explorar a história e atualidades de São Paulo e escreveu um livro chamado “Ponte Estaiada – construção de sentidos para São Paulo” resultado de seu mestrado em Comunicação e Semiótica na PUC. É consultora em planejamento de comunicação e professora de pós-graduação no Senac.

Deixe uma resposta