RAPIDINHAS

Maio: mês de fotografia em São Paulo

Farida,um conto sírio no MIS - Foto: Ana Schad

O mês de maio está com ótimas opções aos amantes de bons clicks. Duas belas exposições ocorrem na cidade: “Henri Cartier-Bresson, primeiras fotografias” na FIESP e “Maio Fotografia” no Museu da Imagem e do Som (MIS).

Henri Cartier-Bresson é um dos grandes nomes da história da fotografia e autor de imagens icônicas. Iniciou a vida nas Artes como pintor, mas logo se apaixonou pelas lentes e dedicava todo seu tempo a fotografar pelas ruas. É nome obrigatório em qualquer aula do tema e conhecido como o pai do fotojornalismo moderno e também foi um dos criadores da Magnum, maior agência de fotografia do mundo.

A exposição com curadoria de João Kulcsár, inédita no Brasil, mostra as primeiras fotos de Bresson realizadas a partir de 1932, quando tinha 24 anos e adquiriu sua primeira câmera Leica com lente 50 mm, até os 3 anos seguintes. Nesse período inicial da carreira criou uma das mais originais e influentes narrativas visuais da história da fotografia tendo como cenário cidades da Espanha, México, França e Itália.

mg 6738 - Maio: mês de fotografia em São Paulo
Cartier-Bresson na FIESP – Foto: Ana Schad

A mostra acontece no recém inaugurado Centro Cultural FIESP que conta com uma nova a galeria destinada exclusivamente a mostras fotográficas, um novo Espaço de Exposições e uma cafeteria da Pâtisserie Douce France com vista para um jardim projetado por Roberto Burle Marx.

mg 6756 - Maio: mês de fotografia em São Paulo
Novo espaço do Centro Cultural FIESP – Foto: Ana Schad

O Maio Fotografia no Museu da Imagem e do Som (MIS) foi criado em 2012 e realizado anualmente com todos os espaços do museu dedicados a exposições, seminário, oficinas e cursos relacionados ao tema. É realizado pelo Ministério e Secretaria da Cultura com curadoria geral do André Sturm.

A exposição tem como objetivo mostrar o caráter múltiplo da fotografia que cada vez mais está conectada a vida cotidiana das pessoas com as novas tecnologias e redes sociais. Já são mais de 2 séculos desde sua origem com diversas categorias e formas, mas que já consolidou como linguagem artística. Foi dividida em 7 mostras:

– Revista Camera – A fotografia dos séculos XIX e XX: seleção de imagens da coleção que Allan Porter, editor da revista Camera, construiu durante os anos em que esteve à frente da cultuada revista de fotografia (1966-1981);

– Farida, um Conto Sírio: apresenta o trabalho inédito do brasileiro Mauricio Lima, que acompanhou durante 6 meses o fluxo migratório de refugiados do Oriente Médio à Europa, e  primeiro brasileiro a receber o Prêmio Pulitzer, pode ser considerado como o Oscar do jornalismo, em 2016 com este trabalho. É o ambiente mais bonito e impactante da exposição;

mg 6907 - Maio: mês de fotografia em São Paulo
Farida,um conto sírio no MIS – Foto: Ana Schad

– mObgraphia Cultura Visual: destaque para a produção contemporânea realizada com smartphones. Foi dividida em 3 partes:

– Avessos e paradigmas, com obras dos veteranos German Lorca, Maureen Bisilliat, Nair Benedicto e Penna Prearo fotografando pela primeira vez com celular

– A arte da observação urbana, do coletivo internacional Hikari Creative, formado por premiados fotógrafos internacionais, com suas produções feitas com smartphones;

– FLAMOB (Festival Latino-Americano de Mobgrafias), que apresenta fotografias premiadas em seis categorias ─ Arte em mobgrafiaDocumentalRetratoStreetPreto e branco e Paisagem;

– Caçador e construtor: coleção de imagens de jovens fotógrafos que participaram entre 1989 e 1997 do Projeto Fotografia de Autor do próprio MIS e se tornaram grande nomes da área como Cristiano Mascaro, Gal Oppido, Arnaldo Pappalardo e Hilton Ribeiro;

– Passagens da Inocência: fotos de autoria da Giullia Paulinelli uma das artistas selecionadas pelo programa do museu chamado Nova Fotografia 2017.

O Museu ainda conta com uma vasta programação de workshops, ciclo de conversas, feiras e cursos que pode ser consultada no site: www.mis-sp.org.br

 

Serviço:
Exposição Henri Cartier-Bresson, primeiras fotografias – 18/04 a 25 /06/2017

Horário: diariamente, das 10h às 20h
Endereço: Galeria de Fotos do Centro Cultural Fiesp (Av. Paulista, 1313 – em frente à estação Trianon-Masp do Metrô)
Entrada Gratuita
Site: www.centroculturalfiesp.com.br

Maio Fotografia no MIS 2017- 13/04 a 28/05/2017
Horário:
12h-20h terça à sábado
11h-19h domingo e feriados
(permanência de 1h após o último horário)
Endereço: Museu da Imagem e do Som (Av. Europa, 158 – Jardim Europa)
Ingressos: R$6 (inteira) / R$3 (meia)
Site: www.mis-sp.org.br

Compartilhe!
Ana Claudia Schad
Paulistana por nascimento, arquiteta por formação, fotógrafa amadora por paixão. O interesse por fotografia (@anaschad) e arquitetura nasceram praticamente ao mesmo tempo com passeios constantes pelos bairros de São Paulo e viagens. Tendo como principal programa aos finais de semana passeios onde se perde ou melhor, se ganha, horas passeando pelo centro, Avenida Paulista, Liberdade, Bixiga, Luz...até onde a lente alcança. Fotografar e explorar São Paulo é uma das minha paixões e estou sempre em busca de novos ângulos, detalhes e cenas. A gastronomia também uma grande paixão e além do instagram pessoal possui ao lado de uma sócia o @spsweety perfil inteiramente dedicado ao compartilhamento de descobertas pelos restaurantes e docerias de São Paulo. Super indicado para quem adora gastronomia e não dispensa um boa sobremesa!

8 Comentários

Deixe uma resposta