Sala São Paulo – Das Estradas de Ferro aos Renomados Concertos

Sala São Paulo – Das Estradas de Ferro aos Renomados Concertos

Em 1999 foi inaugurada uma das dez melhores salas de concerto do mundo. Com uma acústica invejável, dentro dos padrões internacionais e localizada no coração da cidade, mais precisamente na estação Júlio Prestes, a Sala São Paulo hoje é a casa da OSESP (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo), uma das principais orquestras do país.

Estrada de Ferro, Estação Júlio Prestes e Crise

No século XIX, quando o café era o principal produto no Brasil, as ferrovias eram o principal meio de transporte de mercadoria. A Estrada de Ferro Sorocabana, a primeira no país, interligava diversas cidades e outros estados.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Sala São Paulo - Das Estradas de Ferro aos Renomados Concertos

Construção da Estação Júlio Prestes – Foto: Acervo Estadão

Em São Paulo, a estação Júlio Prestes, projetada por Christiano Stocker, e inaugurada em 1938, faz parte dessa ferrovia, e é o marco zero da linha. Quando inaugurada, era na época como é até hoje, um imponente edifício que seguiu em sua arquitetura o estilo neoclássico, utilizado em diversos outros pontos da cidade (como a estação da luz e o teatro municipal).

Porém na década de 50, o mercado cafeeiro já não era mais tão popular no Brasil, e as estradas e meios de transporte como ônibus e carros já estavam bem mais populares, diminuindo o uso dos trens e dos bondes. Com a redução da demanda, a empresa que tomava conta da estação foi adquirindo muitas dívidas, levando a abandonar as construções que estavam sendo feitas e a própria manutenção da estação.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Sala São Paulo - Das Estradas de Ferro aos Renomados Concertos

Estação Júlio Prestes em 1951 – Foto Teoria Crítica

Retomada do Governo, Reforma e Inauguração da Sala São Paulo

Foi somente na década de 90, mais precisamente em 95, que a estação foi assumida pelo Governo do Estado sob comando do até então governador Mário Covas. À partir desta data, todo o estudo referente a restauração da estação se deu início, e dentro desse estudo, foi colocado em pauta a necessidade de se criar uma sala para concertos sinfônicos e que abrigasse a orquestra do estado.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Sala São Paulo - Das Estradas de Ferro aos Renomados Concertos

Estação Júlio Prestes, sede da Sala São Paulo – Foto: salasaopaulo.art.br

O Grande Hall da estação foi o local escolhido pelos arquitetos então para abrigar a sala de concertos. O motivo principal da escolha é que geometricamente a sala atendia as recomendações dos especialistas e também seguia os padrões de salas de concertos da América do Norte e da Europa (Boston, Viena e Amsterdã).

O palco, a acústica, a entrada e saída do público e as áreas de apoio foram muito bem estudados e planejados, até que em 9 de julho de 1999 a Sala São Paulo foi inaugurada com uma apresentação da própria Orquestra Sinfônica do Estado (OSESP), tocando a sinfonia “A Ressurreição” de Gustav Mahler, e recebeu um público de várias partes do país e do mundo.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Sala São Paulo - Das Estradas de Ferro aos Renomados Concertos

Sala São Paulo – Foto: Viajante Brasileiro

Características da Sala São Paulo e Visitas Monitoradas

A Sala São Paulo tem capacidade de abrigar 1.498 pessoas, em suas fileiras de cadeiras no térreo, em seus 22 balcões que são encontrados no mezanino, e no primeiro andar da sala.

A tecnologia do sistema acústico da sala é algo invejável. O teto da Sala São Paulo é dividido em painéis que possuem ajuste de altura em conjunto ou individualmente. Esses painéis são presos em cabos de aço e o objetivo desse teto móvel é para ajustar a qualidade do som dependendo do estilo de música que será tocada no momento.

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Sala São Paulo - Das Estradas de Ferro aos Renomados Concertos

Orquestra Filarmônica se apresenta na Sala São Paulo – Foto: sgc.goias

É possível fazer uma visita monitorada na Sala São Paulo, e conhecer pessoalmente cada detalhe dessa magnífica construção. As visitas acontecem de segunda à sexta das 13h00 às 16h30, aos sábados às 13h30 e aos domingos às 13h00 (quando há concertos matinais). O valor da entrada é R$5,00 de Segunda à Sexta, e gratuito aos fins de semana.

Para maiores informações, acessar o site da própria Sala São Paulo:

www.salasaopaulo.art.br

yH5BAEAAAAALAAAAAABAAEAAAIBRAA7 - Sala São Paulo - Das Estradas de Ferro aos Renomados Concertos
Natural de Guarulhos/SP, 23 anos, formado em engenharia elétrica e atua no setor automotivo. Um admirador de grandes metrópoles e todas as suas peculiaridades. São Paulo é o lugar ideal, onde há o encontro e mistura de tudo e todos, 24 horas por dia, 7 dias da semana. É uma cidade única, feita para qualquer um se apaixonar.
  Acompanhe também as nossas redes sociais instagram e facebook

Leave a Reply

*