RAPIDINHAS

Sesc Belezinho apresenta a exposição “AquiAfrica” a partir de 19 de novembro

Com curadoria de Adelina von Fürstenberg, a mostra revela a África contemporânea através do olhar de seus artistas, que em suas obras discutem temas como a imigração, racismo, ecologia, consumismo, as tradições culturais e os sistemas de poder em seu continente.

Chiurai Kudzanai pigozzi collection 1229 - Sesc Belezinho apresenta a exposição “AquiAfrica” a partir de 19 de novembro
Kudzanai Chiurai

Entre pintura, foto, desenho, escultura, vídeo e instalação, a seleção traz trabalhos de 13 artistas contemporâneos, de onze países africanos, como o senegalês Omar Ba e o camaronense Barthélémy Toguo, que vêm ao Brasil para criar uma grande instalação e para a abertura na semana do Dia da Consciência Negra

Na semana do Dia Nacional da Consciência Negra (20 de novembro), o Sesc abre, em sua unidade Belenzinho, a exposição “AquiAfrica”. Projeto da ART for the World, com curadoria de Adelina von Fürstenberg, – que recebeu em Maio de 2015, Leão de Ouro pela curadoria do Pavilhão Nacional da Armênia na 56ª Bienal de Veneza,  a mostra apresenta ao público brasileiro, de 19 de novembro de 2015 a 28 de fevereiro de 2016, a África vista através dos olhos de 13 artistas contemporâneos, de diferentes gerações, originários de onze países da África subsaariana – ou África negra.

Agbodjelou Leonce Raphael pigozzi collection 1522 - Sesc Belezinho apresenta a exposição “AquiAfrica” a partir de 19 de novembro
Leonce Raphael Agbodjelou

Em suas pinturas, fotografias, desenhos, esculturas, vídeos e a instalação selecionados para a exposição, eles abordam questões-chaves para o povo africano, como os problemas de imigração, a xenofobia, o consumo desenfreado, as tradições culturais e os sistemas de poder vigentes em seu continente.

A arte contemporânea africana suscita uma questão de identidade. Se a arte tradicional continua fortemente ancorada no mundo e no ser africano, a nova arte se desenvolve favorecendo uma identidade social compartilhada. Os artistas africanos buscam inspiração tanto nas tradições do continente quanto na realidade urbana de uma África em mutação. Definir a arte africana hoje é definir a própria África”, diz a curadora suíça.

298154 600x600 1 500x500 - Sesc Belezinho apresenta a exposição “AquiAfrica” a partir de 19 de novembro
Edson Chagas

Entre os artistas participantes, dois vêm para o Brasil para produzirem obras que exibirão em “AquiAfrica”: o senegalês Omar Ba, que em suas pinturas revela um mundo colorido, fantástico e às vezes caótico, construindo uma narrativa crítica em torno da política africana, e ocamaronense Barthélémy Toguo, que desenvolve instalações por meio de um processo de acumulação, com temas inspirados em suas viagens e na divisão entre ocidente e não-ocidente.

Screen Shot 2013 08 24 at 8.41.05 AM 500x489 - Sesc Belezinho apresenta a exposição “AquiAfrica” a partir de 19 de novembro
J.D.’Okhai Ojeikere

Na seleção, está Frédéric Bruly Bouabré, da Costa do Marfim, considerado um dos mais originais artistas africanos após ter sido descoberto na exposição “Les Magiciens de la Terre”, no Centre Georges Pompidou, em Paris, em 1989, a mesma que revelou o pintor conguês Chéri Samba, que também integra a mostra. O cineasta Abderrahmane Sissako, da Mauritânia, com dois filmes já exibidos no Festival de Cannes (“Esperando a Felicidade” e “Timbuktu”) é outro destaque de “AquiÁfrica”.

tumblr m3eumrLkto1qc3j1s - Sesc Belezinho apresenta a exposição “AquiAfrica” a partir de 19 de novembro
Leonce Raphael Agbodjelou

Exposição “AquiAfrica” no Sesc Belenzinho
Abertura: 18 de novembro, às 18h (para convidados)
Período expositivo: 19 de novembro de 2015 a 28 de fevereiro de 2016
Local: Galpão, Área de exposições e Átrio da Torre do Sesc Belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000 – São Paulo
Horários: terça a sexta, das 13h às 21h, sábado, domingo e feriados, das 11h às 19h
Telefone: (11) 2076-9700 | Site: www.sescsp.org.br/belenzinho
Entrada gratuita | Livre para todos os públicos

Compartilhe!
Miguel Garcia
the authorMiguel Garcia
Miguel Garcia é idealizador e coordenador de conteúdo do projeto. Publicitário, viajante, adora provar todos os tipos de comida, vinhos e cervejas e tem uma vontade imensa de fazer todos se orgulharem cada vez mais de viver em SP.

3 Comentários

Deixe uma resposta