RAPIDINHAS

Histórias da loucura no MASP

Foto: Divulgação

Em cartaz no Museu de Arte de São Paulo – MASP até 11 de outubro, a exposição Histórias da loucura traz desenhos feitos por internos do Juquery, hospital psiquiátrico em Franco da Rocha –SP, que está em processo de desativação há alguns anos. Estão expostas aproximadamente 100 obras, de lápis sobre papel, criadas pelos internos durante as aulas ministradas pelo Dr. Osório César, que foi marido da Tarsila do Amaral, fundou e dirigiu a Escola Livre de Artes Plásticas, dentro do hospital.

Um hospital psiquiátrico não traz boas associações, em geral: insanidade, abandono, solidão. Principalmente quando pensamos no século passado e nas condições oferecidas aos pacientes. Pois a mostra do MASP nos dá um outro olhar. Dividida em duas partes, a exposição destaca as 42 obras de Albino Braz, italiano internado em 1934, por esquizofrenia. Seus desenhos já participaram de muitas mostras, inclusive de uma Bienal Internacional de São Paulo.

014 476 D baixa 500x661 - Histórias da loucura no MASP
Desenho de Albino Braz. Foto: Assessoria de imprensa do MASP

O que chama atenção em suas obras é a busca pelo equilíbrio, que pode ser notada pela preocupação com a simetria nos desenhos. Outras características de Albino Braz são as temáticas de erotismo, circo e animais. Já a segunda parte da exposição traz mais de 50 desenhos de outros pacientes, muitos com temas religiosos e traços infantis. Sem saber do histórico dos pacientes, não é simples tentar decifrar os símbolos presentes, porém, é possível notar que eles usavam a arte como tentativa de conexão com a realidade (ideia individual de realidade).

Mais do que mostrar a importância da arte como recurso terapêutico, a exposição incita a reflexão sobre a definição da loucura e o tratamento oferecido aos pacientes na época e hoje – o nome Histórias da loucura provém do livro homônimo de Michel Foucault, que explora a construção e manutenção da noção de loucura no ocidente.

038 483 D baixa 500x503 - Histórias da loucura no MASP
Foto: Assessoria de imprensa do MASP
008 468 D baixa 500x725 - Histórias da loucura no MASP
Foto: Assessoria de imprensa do MASP

 

Histórias da loucura: desenhos do Juquery
Até 11 de outubro de 2015
Local: primeiro subsolo do MASP – Avenida Paulista, 1578, São Paulo, SP
Horários: terça a domingo: 10h às 18h (bilheteria aberta até às 17h30); quinta-feira: 10h às 20h (bilheteria até 19h30)
Ingressos: R$25,00 (entrada); R$12,00 (meia-entrada)
Entrada gratuita às terças-feiras, durante o dia todo, e às quintas-feiras, a partir das 17h.
O ingresso dá direito a visitar todas as exposições em cartaz no dia da visita.
Estudantes, professores e maiores de 60 anos pagam R$12,00 (meia entrada). Menores de 10 anos de idade não pagam ingresso.
O MASP aceita todos os cartões de crédito. O Vale cultura é bem-vindo.
Acessível a deficientes, ar condicionado.
www.masp.org.br

Compartilhe!
Márcia Campos
the authorMárcia Campos
Jornalista pós-graduada em Jornalismo Cultural. 37 anos de idade, 18 de pista, e inúmeras aventuras por São Paulo, incluindo trabalhos, festivais, amigos e amores. Nasceu em São Caetano do Sul mas é paulistana de coração – além de geminiana, vegetariana e corinthiana. Gosta de música, cerveja, séries, bichos, bichas, beleza, moda, livros, cinema e, acima de tudo, de pessoas. De vez em quando, posta no Blondenoir

Deixe uma resposta